Derlon e Samico | 47º Salão de Artes Plásticas de Pernambuco

  • _PMJ1830cs2
  • _PMJ1856cs2
  • _PMJ1002cs2
  • _PMJ1831cs2
  • _PMJ1838cs2
  • _PMJ1846cs2
  • _PMJ1850cs2

Marco inicial da edição 2008/2009 do 47º Salão de Artes Plásticas de Pernambuco, a exposição Narrativas em madeira e muro: Presença da xilogravura popular nas obras de Samico e Derlon, que se inaugura hoje, no Museu do Estado de Pernambuco, com curadoria de Adriana Dória, apresenta recortes de produções que, a despeito da disparidade temporal, convergem a partir de um cerne comum: o apreço pelo universo e pela estética da gravura popular nordestina.

Valendo-se de tal premissa como um mote para instigar reflexões sobre os percursos trilhados pela xilogravura popular ao longo das últimas décadas, a mostra reúne um conjunto trabalhos de gravador Gilvan Samico  (considerado como um dos maiores gravadores brasileiros) e do grafiteiro Derlon Almeida, apontando para as similitudes entre obras produzidas em diferentes contextos históricos/culturais e que se valem de técnicas e suportes distintos. (Via Continente Multicultural)

 

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on Pinterest